Caracterização

A beleza paisagística, a riqueza da gastronomia e o vasto património cultural, material e imaterial fazem de Seia um local de visita em qualquer época do ano.

Situada no setor sudoeste da serra da Estrela, Seia assume-se como a porta de entrada na mais imponente montanha portuguesa, um local privilegiado de encontro com a natureza.

A diversidade e beleza paisagística, enquanto área de grande importância ecológica e de características únicas no país, a riqueza da gastronomia e o vasto património cultural, material e imaterial fazem de Seia um local de visita em qualquer época do ano.

Um concelho para visitar nas quatro estações do ano

Os dias amenos e longos, da Primavera e Verão, são os que melhor permitem desfrutar da Natureza, convidando à prática de pedestrianismo e outros desportos de natureza. A este respeito, o território tem ao dispor os Caminhos de Montanha, constituídos por uma rede de percursos pedestres (com aproximadamente 100 km) e percursos cicláveis (com 150 km de trilhos de diferentes altimetrias).

As lagoas da serra e as praias fluviais, entre outras áreas balneares construídas nas ribeiras e rios, de águas puras e cristalinas constituem igualmente interessantes escolhas no calor do Verão.

No Outono, a serra ganha cores quentes e suaves e, no Inverno, a neve transforma a paisagem e cria cenários únicos e de rara beleza. Neste ambiente, a fruição da neve e a prática de desportos de inverno são uma realidade exclusiva em Portugal.

O concelho está também dotado de uma rede de equipamentos museológicos e culturais de grande relevância. Evidenciam-se o Museu do Brinquedo, o Museu Natural da Electricidade, o Museu do Pão e, numa vertente mais interpretativa, o CISE (Centro Interpretação da Serra da Estrela).

A tudo isto, o concelho tem conseguido afirmar-se, ao longo do ano, através de um conjunto de eventos distintos.

 

Na rota das Aldeias de Montanha

No sopé da montanha, alojadas em vales cavados por rios e ribeiras, descobrem-se as Aldeias de Montanha, um conjunto de aglomerados representativos de um riquíssimo património histórico/cultural e ambiental. Este património coletivo integra a Rede das Aldeias de Montanha, um projeto de desenvolvimento que proporciona aos visitantes experiências genuínas num contexto de montanha.

 

Gastronomia

No Queijo Serra da Estrela, no Requeijão de Seia, no pão de centeio, na Broa e Bolo Negro de Loriga, nos enchidos e no cabrito serrano, encontram-se alguns dos melhores Sabores de Montanha. Indissociável da gastronomia de montanha está, pois, o Vinho do Dão, um vinho de altitude produzido nas encostas da serra da Estrela.